Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.

Caparide

"Povoação conquistada aos Mouros no século XII ou no século XIII. A sua fundação é, porém, muito anterior à Nacionalidade, porquanto foram ali descobertas duas sepulturas lusitano-romanas, agora guardadas no Museu Etnológico de Lisboa.

O étimo de Caparide - é «o Latim cappar aris ou cappari ou capparis, is, «alcaparra ou alcaparreira, planta hortense», segundo o Abade de Miragaia, Tentativa, vol. III, pág. 233 -, comum a vários topónimos da Península. Em Portugal, citam-se, com a mesma origem etimológica, Capareira, nos concelhos de Fafe, Constância e Estremoz; Capareiros, Caparosa, Caparica, Caparim e Caparita; em Espanha, Capareda, na província de Oviedo; Caparinha, na província de Lugo, e Capara, antiga cidade no caminho de Saragoça a Mérida.

Na aldeia de Caparide, Ribeira de Caparide e seus casais havia, em 1527, 26 vizinhos; em 1758, 25. População em 1960, 555 habitantes." 

In Toponímia do Concelho de Cascais, de J. Diogo Correia, pág. 26, Edição da Câmara Municipal de Cascais, Cascais 1964

Entre em contacto connosco

Rua D. Duarte de Menezes, 12
2785-582 S. Domingos de Rana

  214 549 190
  926 268 206

Horário da Sede: Segunda a Sexta, das 9h00 às 18h00