Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.

S. Domingos de Rana

"Não encontramos o que quer que fosse escrito acerca da origem do nome da localidade. Todavia, não parece difícil concluir-se que o nome da povoação lhe adveio do facto de ali ter sido construída a igreja dedicada a S. Domingos de Gusmão, que é o seu orago, e que, a pouco e pouco, se transformou, para uma mais fácil identificação, em São Domingos de Gusmão, que é o seu orago, e que, a pouco e pouco, se transformou, para uma mais fácil identificação, em São Domingos Domingos de Rana, já que Rana era então povoação mais antiga.

E, para confirmar esta nossa suposição, leiamos o que se diz no Archivo Histórico Português (vol. VII, n.º 7, p. 357, de 1908), que, referindo-se à vila de Cascais e seu termo, num relato que se reporta ao ano de 1527, anota:

A 19 do dito mês de Setembro fui a villa de Cascaes, que he de dõ Pedro de Castro, e cõ Alvaro AFfonso, Juiz, e Alvaro Tavares, escrivão da Câmara, soube dos moradores e termo da dita villa o sugite (..)

Segue-se a descrição do que respeitava propriamente à vila de Cascais e no n.º 6 do "Titolo do termo desta villa" acrescenta-se:

6- Aldea de Rana com os casaes de Parede e Rebelva

Parece-nos, pois, que em 1527 não existia ainda o nome de São Domingos para designar a localidade que talvez não fosse mais do que um morro com uma belíssima vista. 

Seguindo a esteira do que escreveu o eminente sábio Prof. Dr. Leite de Vasconcelos no vol.II da sua Etnografia (p. 622), que "para se formar um lugar não é preciso ir para o sítio uma multidão, basta às vezes fundar-se aí uma casa", mais lógica se torna a nossa dedução.

Além, disto, Borges Barruncho, na sua História da Villa e Concelho de Cascaes (1873), informa a p. 105, que "o templo da primeira (paróquia de S. Domingos de Rana) é fundação muito mais anterior a 1588, porque já em 23 de Maio deste ano foi aprovado o compromisso da irmandade de Nossa Senhora do Rosário da dita freguesia, irmandade que já existia, como se vê do referido compromisso":

Não será, pois, um grande disparate se supusermos que, entre 1527 e 1588, uma vez construído o primeiro templo, o local se passasse a designar por São Domingos e, para melhor identificação - já que por muitos outros lados do País existiam outros templos dedicados a São Domingos - se dissesse que era São Domingos de Rana.

Repare-se, por exemplo, o que sucedeu com São Domingos (Lisboa), que passou a denominar-se São Domingos de Benfica.

Poderá ser que outra razão ou razões existam, mas não as conseguimos descortinar."

In TEIXEIRA, Carlos A; CARDOSO, Guilherme; MIRANDA, Jorge - Registo Fotográfico da Freguesia de S. Domingos de Rana e Alguns Apontamentos Histórico-Administrativos, Cascais, Associação Cultural de Cascais, 2003, página 164

Entre em contacto connosco

Rua D. Duarte de Menezes, 12
2785-582 S. Domingos de Rana

  214 549 190
  926 268 206

Horário da Sede: Segunda a Sexta, das 9h00 às 18h00