Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.

Trajouce

"Barruncho es'creveu Trajousse, com dois ss, tal como se vê no 4.° volume, pág. 149, do Arquivo Histórico Português. Não sei qual das duas formas, Trajouce e Trajousse, é a legítima, porquanto não pude averiguar a proveniência do vocábulo. Sei apenas que o lugar é muito antigo, pois já existia nos primeiros tempos da monarquia. Nessa época, viveu em Portugal um grande senhor, de terras de Nóbrega, no Alto Minho, o qual adquiriu em todo o País, e até na Espanha, bens que costituíram uma riqueza incalculável, entre os quais Targousse, no termo de Sintra.

É possível que haja quaisquer afinidades com o parónimo Trijoute, sítio do termo de Benavente, mas não pude averiguar nada que o ateste.

Trajouce e a Abóbada tinham, em 1527, 11 vizinhos, e, em 1758, só Trajouce, 29 fogos. Em 1960, Trajouce tinha 488 habitantes."

In Toponímia do Concelho de Cascais, de J. Diogo Correia, pág. 55, Edição da Câmara Municipal de Cascais, Cascais 1964

Entre em contacto connosco

Rua D. Duarte de Menezes, 12
2785-582 S. Domingos de Rana

  214 549 190
  926 268 206

Horário da Sede: Segunda a Sexta, das 9h00 às 18h00