Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.

Quinta dos Gafanhotos

Rua Quina dos Gafanhotos | S. Domingos de Rana

"O lugar de Gafanhotos e a respectiva quinta constam de uma lista do Memorial Histórico de Oeiras (Dos Sítios das Fazendas de Oeiras - Memória 12.ª - pág. 225, que dá conta dos "Logares, Aldeias e Sítios, aonde estavam situados os Cazaes, Quintas, Terras e Vinhas; com os termos e Freg.ªs a pertencião"), lista essa que foi elaborada no decorrer dos anos 1700.

Daí para cá, muitos devem ter sido os proprietários dela. De concreto, temos notícias do ano de 1873, em que consta o seguinte averbamento de uma escritura publicada e lavrada no tabelião de Lisboa, Barreiros Cardoso, no seu livro de notas n.º 931, arq. 59, e que o diz o seguinte: "Prédio urbano e rústico consta de uma propriedade denominada os Gafanhotos de Cima, que se compõe de terras de semeadura, com casas de residência de primeiro pavimento, adega, arribanas, e mais accomodações, poço com nora, casas, canos e árvores frotíferas, toda a murada sobre si; Este prédio, e o n.º 2751 d'este L.º., constítuem a Quinta denominada dos Gafanhotos, sendo estes dois prédios apenas divididos por uma estrada e medem ambos juntos dois hectares, sessenta e dois ares e treze centeares(...)".

Após cerificação de sucessivos registos encontramos, uma consulta feita em 1942, por Arina Sijtje Schneider von Zeppelin, apelido curioso, ligado quem sabe, ao célebre construtor do balão voador Graff Zeppelin, que deslumbrou os portugueses, aquando da sua passagem sobre o nosso território e que teve um fim trágico, ardendo como uma tocha.

Em 1956 a Quinta dos Gafanhotos foi adquirida por D. Adelina Lobo da Silveira Luís de Sequeira, casada com o Eng.º Jorge Olímpio Adrião de Sequeira (hoje propriedade dos seus herdeiros), ao Príncipe Dedo Duque de Saxe, que morava nessa altura em Sigmaringen, Schloss.

As confrontações da quinta foram sofrendo também alterações e hoje, cremos, elas confinam-se com as propiedades do seminário da Torre da Aguilha".

In TEIXEIRA, Carlos A; CARDOSO, Guilherme; MIRANDA, Jorge - Registo Fotográfico da Freguesia de S. Domingos de Rana e Alguns Apontamentos Histórico-Administrativos, Cascais, Associação Cultural de Cascais, 2003, p. 104

Entre em contacto connosco

Rua D. Duarte de Menezes, 12
2785-582 S. Domingos de Rana

  214 549 190
  926 268 206

Horário da Sede: Segunda a Sexta, das 9h00 às 18h00